Receita para receber bem: pão de queijo caseiro <3

Se tem uma coisa que eu gosto nessa vida é pão de queijo. Perto da minha antiga casa tinha uma padaria com um super gostoso, mas depois que me mudei, não havia um único bom nas redondezas. Comprar congelado ou misturas pré preparadas não são uma opção para mim: pagar caro por amidos modificados, gordura vegetal e sabor artificial? Ninguém merece!

Aí começou a corrida pra achar a receita perfeita: meu namorado pediu a receita de uma tia que, segundo ele, faz o melhor do mundo, busquei receitas confiáveis na internet, fiz vários testes e cheguei no que eu acho que é a perfeição. O modo de preparo é o mesmo da tia, e eu fiz só uma pequena mudança na receita do Gui, do Moldando Afeto – o mineirinho sabe das coisas!

pão de queijo julia guedes

A receita é prática, barata, rende super bem e é perfeita para comer com um café delicioso com a família ou os amigos. Pra ficar melhor, só com um alfajor chileno ou um bolinho caseiro para fechar o encontro com uma nota doce :)

alfajor chileno julia guedes

Pão de queijo

(ligeiramente adaptado do Moldando Afeto)

Ingredientes:

600g de queijo colonial curado

1kg de polvilho azedo

1 colher de sopa de sal

250ml de água

250ml de leite

250ml de óleo vegetal

4 ovos

Preparo:

Rale o queijo no ralador mais grosso – fazer isso na hora faz bastante diferença no resultado final! Reserve.

Em uma tigela grande, despeje lentamente a água sobre o polvilho e o sal e misture com os dedos sem parar, para não acumular água em uma região só. A ideia é hidratar o polvilho, até que ele fique com uma aparência igual à do início.

Leve o óleo e o leite ao fogo. Assim que levantar fervura, misture e jogue sobre o polvilho. Comece a mexer com uma colher de pau, quando a mistura amornar, mexa com as mãos, adicionando os ovos um a um. Esteja avisado: nesse ponto, a massa fica bem gosmenta!

Adicione o queijo e misture bem para incorporar à massa. Forme bolinhas, congele e asse sempre que quiser um lanche delicioso!

Dicas:

  • No post da receita, o Gui dá um truque para o pão de queijo assar direitinho: coloque primeiro no forno pré aquecido a 220ºC por 20 minutos e depois deixe por mais 10 minutos a 180ºC. Ele assa direitinho, não resseca e fica com uma casquinha crocante deliciosa!
  • A receita rende cerca de 80 pãezinhos de queijo – enrole todos, congele em uma assadeira e depois separe em saquinhos para sempre ter pão de queijo super prático na mão!
  • As bolinhas não precisam ser perfeitas, quando o pão de queijo assa ele fica com o formato lindo independente de como foi congelado.
  • A qualidade do pão de queijo está diretamente ligada à qualidade dos ingredientes, principalmente do queijo. Eu costumo usar queijo colonial bem curado (quanto mais salgadinho e saboroso, melhor!) e às vezes misturo com um pouco de parmesão. Se achar queijo canastra, melhor ainda!
  • A massa gruda um pouco nas mãos. Geralmente deixo ela esfriar e “firmar” um pouco e enrolo com as mãos untadas com óleo vegetal.
  • A quantidade de ovos pode variar de acordo com a umidade do dia, por exemplo. Se sentir que a massa está quebradiça, adicione mais um!

Receita: Bolo inglês de limão com framboesa

Se você viu o post de segunda-feira com o melhor iogurte do mundo e já correu pra cozinha (ou sonhou com isso), deve ter ficado a dúvida: o que fazer com tanto iogurte? Aqui em casa, comemos com frutas, fiz vitaminas, misturei com mil coisas – e ainda tinha iogurte!

Em um domingo frio e chuvoso, veio a vontade de ir para a cozinha para preparar algo por puro prazer, como eu fazia há alguns anos. Não me entendam mal – eu amo o que eu faço, mas seguir uma rotina, ter prazos, responder orçamentos e lavar muita louça inevitavelmente tornam o trabalho cansativo. Busquei uma receita e achei uma perfeita: simples, rápida e versátil.

A receita original é de limão siciliano com mirtilos, mas preferi fazer com o que eu já tinha em casa (que, não por acaso, é minha mistura de sabores preferida): limão com framboesa. Entretanto, essa é uma daquelas receitas que você pode mudar muita coisa e sempre será deliciosa!

bolo de limão com framboesa julia guedes

Bolo de limão com framboesa

(adaptado do Smitten Kitchen)

Ingredientes:

1 1/2 xícaras de farinha de trigo
2 colheres de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de sal
1 xícara de iogurte integral
1 xícara de açúcar
3 ovos grandes
2 colheres de chá de raspas de limão (cerca de dois limões)
1/2 colher de chá de extrato de baunilha
1/2 xícara de óleo vegetal
1 xícara de framboesas congeladas (misturadas em uma pitada de farinha antes de misturar com a massa)

Para a calda:

1/3 xícara de suco de limão

1 colher de sopa de açúcar

Preparo:

Pré aqueça o forno a 180°C. Unte uma forma de bolo inglês de 22 x 11 x 6 cm.

Misture a farinha, o fermento e o sal em uma tigela grande. Em uma tigela média, misture bem o iogurte, o açúcar, os ovos, raspas de limão, baunilha e o óleo.

Despeje os líquidos sobre a mistura de farinha lentamente, misturando só até incorporar tudo. Misture cuidadosamente as framboesas na massa e coloque na forma. Asse por cerca de 45 minutos ou até que, ao colocar um palito de dente no meio da massa, ele saia limpo.

Enquanto o bolo assa, misture o suco de limão e o açúcar em uma panelinha e aqueça só ate dissolver. Despeje sobre o bolo ainda morno.

Dicas:

  • O bolo é delicioso sozinho, mas pode ser servido quentinho com uma bola de sorvete de creme ou de iogurte.
  • As raspas de limão podem ser omitidas ou substituídas por raspas de outras frutas cítricas ou condimentos a gosto (canela, cravo, cardamomo… As opções são infinitas!).
  • A framboesa pode ser substituída por gotas de chocolate, outras frutas de sua preferência ou omitidas, resultando em um bolinho inglês simples e ainda assim delicioso!
  • Quando utilizar frutas congeladas ou gotas de chocolate em receitas, passe-os em um pouco de farinha antes de incorporar à massa, assim eles não irão para o fundo da forma enquanto assam.
  • Se não tiver forma de bolo inglês, a receita serve bem para muffins ou pode ser feita em formas diferentes, alterando o tempo de cozimento para não assar demais e deixar o bolo seco.

Receita: o melhor iogurte da sua vida

Eu sei que o título parece exagerado, mas isso é porque vocês ainda não comeram esse iogurte! A receita foi tirada do blog La Cucinetta, que sempre tem uma seleção de receitas ótimas e histórias lindas – e lá a declaração de amor pelo iogurte é tão intensa quanto aqui!

Há alguns anos viajei pela Europa e comia muito iogurte grego – na França, ele era tão cremoso e naturalmente docinho, que era uma sobremesa por si só (mas ok, eu confesso que comia com madeleines pra deixar mais gostoso ainda)! Alguns anos depois, o iogurte grego chegou ao Brasil, mas algo não me parece certo: ele não tem a consistência tão firme, é muito adoçado – artificialmente – e cheio de conservantes, espessantes e emulsificantes que me fazem perder a vontade de trazer o potinho para casa.

É aí que entra a receita: ela é trabalhosa, mas vale muito a pena! A consistência é deliciosa, o azedinho do iogurte fica perfeitamente equilibrado, sem exageros, e é um produto caseiro, que você tem certeza de que tudo que você e sua família vão consumir é fresco e sem conservantes!

Delicioso puro, com mel, oleaginosas ou frutas ou em receitas que peçam um bom iogurte!

Delicioso puro, com mel, oleaginosas ou frutas ou em receitas que peçam um bom iogurte!

 

Vamos à receita?

Iogurte integral

(originalmente do livro Forgotten Skills of Cooking)

Ingredientes:

2,5L de leite integral

1 1/4 xícara de creme de leite fresco

1 xícara de iogurte integral natural

Preparo:

Coloque o leite numa panela grande de inox com fundo grosso (use uma panela larga para facilitar a evaporação). Deixe ferver, abaixe o fogo e mexa sem parar, mantendo a fervura e deixe o leite evaporar até ficar com apenas 2/3 do volume inicial – cerca de 1,6 litros.

Desligue o fogo, derrame o leite numa tigela de vidro e junte o creme de leite, mexendo até incorporar. Deixe esfriar até 46ºC ou até que você consiga manter seu dedo mergulhado no leite por cerca de 10 segundos sem se queimar.

Junte o iogurte e mexa bem. Cubra com um filme plástico, enrole a tigela numa toalha ou coloque numa sacola térmica e deixe descansar por cerca de 5 horas, ou de um dia para o outro.

O iogurte deve ficar com uma camada firme e espessa por cima e uma camada cremosa por baixo, com um pouco de soro. Guarde na geladeira e consuma em até 10 dias.

Dicas:

  • Procure usar o leite mais fresco possível – de garrafa ou saquinho.
  • Use um iogurte integral que tenha nos ingredientes somente leite e fermento lácteo – nada de espessantes nem conservantes no nosso iogurte delicioso!
  • A receita rende bastante – recomendo fazer meia receita ou um terço caso o consumo de iogurte na sua casa não seja muito grande.
  • Coloque o iogurte em uma tigela com boca larga – a consistência é bem firme e uma boca estreita vai dificultar a sua vida!
  • Caso seu iogurte não fique tão cremoso quanto o esperado, passe ele por um tecido bem fino (preferencialmente musselina) de um dia para o outro na geladeira, todo o soro irá separar e o iogurte ficará com uma consistência bem firme.
  • O soro do iogurte é cheio de nutrientes e pode ser usado em vitaminas de frutas substituindo o leite ou em panquequinhas.

Dicas de decoração para o Dia das Mães

Eu não sei vocês, mas eu adoro planejar festas – e não precisa ser uma data especial ou uma festa enorme, qualquer motivo é suficiente para reunir os amigos com boa música, comida gostosa e uma decoração legal – nem que sejam só algumas flores em uma garrafinha bonita :)

887d48b985f237337fa31cd548a61121

Como o dia das mães está chegando, separei no Pinterest algumas referências de decoração e lembrancinhas numa combinação de cores que eu amo – dourado, rosa e turquesa – para inspirar quem quiser fazer uma festa bem linda para homenagear a mãe nesse domingo! Afinal, o mais importante não são presentes, e sim a reunião de pessoas queridas e todo o carinho investido da celebração <3

9bc21d5d8e81b2c630280131ec3447d2

1// Bolo Julia Guedes 2// Wedding Chicks 3// Sua Casa Sua Festa

Aliás, fiquem de olho e sigam minha página no Pinterest que vou sempre pinar por lá dicas legais de decoração de festas, docinhos e bolos de dar água na boca!

 

Saindo do forno

Escrever é como fazer um bolo: primeiro você tem que organizar as ideias ou os ingredientes, para só então misturar tudo numa ordem que faça sentido. Depois, ainda tem que esperar um pouco para ver o resultado final e torcer que agrade outras pessoas. Assim como cozinhar, escrever foi uma paixão minha por muito tempo: me formei em Jornalismo em 2010 para só depois perceber que ser redatora profissional não era para mim. Afinal, sentir o cheirinho de um bolo assando ou cozinhar um brigadeiro é tão mais gostoso que encarar a tela de um computador!

Julia Guedes confeiteira Curitiba

Ainda assim, sempre mantive blogs de vários assuntos, então meu interesse em escrever sobre comida veio naturalmente. Aqui no blog, vou falar um pouco sobre o meu trabalho, dar dicas para comemorações com pessoas queridas, publicar receitas deliciosas e compartilhar histórias que deixam a vida muito mais doce! :)

Seja bem vindo a esse espaço e fique à vontade para comentar e mandar emails!